Cotia investe em plano com rotas alternativas no trânsito

Rodovia Raposo Tavares é um gargalo no tráfego da cidade - Foto: Cieste Silvério/GESP

Linhas alternativas para que a população evite a Rodovia Raposo Tavares é a principal meta do governo do prefeito de Cotia, Rogério Franco (PSD), para garantir fluidez no trânsito aos moradores de Cotia. Com pouco mais de 323 km² e quase 229.548 habitantes, a cidade é cortada pela rodovia e sofre com os congestionamentos.

Para Franco, a rodovia é o grande causador de trânsito. "A Raposo Tavares é o grande fantasma dos moradores de Cotia. Até hoje, houve muitas propostas de outros governadores, mas nenhuma foi levada adiante. Agora, estouconfiante na gestão Doria, que garantiu que colocará a via no próximo pacote de concessões", afirma.

Enquanto a solução para a Raposo Tavares não chega, Franco tem investido em obras do viário. Um dos pontos escolhidos é a Granja Viana, onde vias como Avenida São Camila, Estrada Zurique e ruas Roma e José Felix passam por revitalização.

Outro forte investimento é realizado em Caucaia do Alto. No bairro, a administração realiza a duplicação da Estrada de Caucaia que custará R$ 60 milhões e conta com a parceria dos governos Federal e Estadual. "O local receberá toda a sinalização, novos pontos de ônibus, passarelas e iluminação. A obra será finalizada no começo do ano que vem", garante o prefeito.

TRANSPORTE PÚBLICO

Franco também busca ajuda do governo do Estado para fazer a integração das linhas de transporte coletivo. Ele afirma que existem percursos que chegam a 20 quilômetros. "Vamos pedir a municipalização, assim podemos estabelecer um tempo para que as pessoas possam trocar de transporte sem pagar uma das passagens", finaliza.

Veja também: