Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Bicicross em Carapicuíba: após chuva cancelar prova decisiva, Leandro Overall vence o BMX Dirt

Logo Giro
Esse foi o quinto título de Leandro, natural de Carapicuíba (Divulgação/Reprodução-Facebook)

Caracas Trails: classificação valeu para o resultado da 6ª edição do evento de bicicross, que também contou com a presença de Valentina Beltramino, a primeira mulher a participar da competição

A grande final da 6ª edição do BMX Dirt, que estava prevista para acontecer na manhã do último domingo (12) no Caracas Trails, apontada como a melhor pista de BMX da América Latina, localizada em Carapicuíba, não foi disputada em decorrência da forte chuva que atingiu a cidade. Desta forma, Leandro Overall foi declarado campeão da competição pelos resultados na classificatória de sábado (11).

“Fiz uma volta ontem (sábado) muito boa. Consegui acertar tudo que eu queria. Queria puxar mais meu nível hoje, estava com algumas coisas especiais guardadas para mostrar para o público. Infelizmente, a chuva veio. Impossível andar com a pista assim. Os atletas decidiram que era impossível correr, mas estou feliz com o título” disse Overall.

Esse foi o quinto título de Leandro, natural de Carapicuíba, em seis edições da BMX Dirt. O segundo lugar ficou com o campeão do ano passado, Gustavo Bala Loka, 22º do ranking mundial, e que luta por uma vaga entre os 20 que disputarão as Olimpíadas de Paris em 2024. Overall terminou com 88,64 na soma das duas voltas. Bala Loka veio logo atrás, com 86,58. Em terceiro lugar, ficou o argentino Gabriel Chaves, com 86,24. Outro brasileiro, Felipe Manerim, conseguiu 82,46 e terminou em quarto.

Presença especial
A edição 2023 da BMX Dirt também contou com a presença de Valentina Beltramino, a primeira mulher a competir na história da pista Caracas Trails. A argentina de 21 anos conseguiu boas manobras, chegou na semifinal, mas terminou sem uma vaga entre os oito finalistas.

“Estou muito contente de estar aqui. Feliz de completar a competição. Sim, acredito que é especial para motivar outras meninas, que não tenham medo ou vergonha. Que creiam em si mesmas, que por maiores que sejam os saltos, se tiver confiança e perseverança em você mesma, pode participar. Não importa se é menina, é igual”, disse Valentina.

*Com informações do “GE.com”.

Receba nossas notícias em seu e-mail