Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Barueri adota uso de tablets nas ocorrências GCM e Defesa Civil

Logo Giro
A aquisição dos equipamentos custou R$ 900 mil (Divulgação/Secom Barueri)

Barueri adquiriu 170 novos tablets, que serão utilizados nos registros de ocorrência e verificações de documentos em abordagens; saiba mais detalhes

Para melhorar no atendimento das ocorrências, Barueri adquiriu 170 novos tablets para uso na frota da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Defesa Civil. A aquisição dos equipamentos custou R$ 900 mil e foi feita possível graças a uma emenda parlamentar. As informações foram divulgadas na segunda-feira (4).

Segundo a administração municipal, a tecnologia irá aprimorar na forma de se registrar uma ocorrência, verificar um RG ou CNH durante as abordagens, bem como resolver mais rapidamente um caso, em investigação.

Além disso, por meio das funções digitais, servem, principalmente, para melhorar continuamente a gestão de tarefas e o trabalho na totalidade dos oficiais.

De acordo com Francisco Cangerana, secretário adjunto da Secretaria de Segurança Urbana e Defesa Social (SSUDS), esse reforço tecnológico dos equipamentos para a Guarda está sendo fundamental para a evolução dos serviços. 

“Sair do papel para a tecnologia digital não significa só mudar do papel para uma tela. Isso significa que teremos todas essas informações tabuladas num banco de dados e podemos tirar de lá importantes estatísticas, como: quantos atendimentos foram feitos, como foram esses atendimentos, quanto tempo duraram”, explica o gestor público.

Outras funcionalidades dos tablets na segurança pública de Barueri

Barueri adota uso de tablets nas ocorrências GCM e Defesa Civil
A funcionalidade se une com câmeras de monitoramento espalhadas pela cidade (Divulgação/ Secom Barueri)

Para os munícipes, a utilização dos tablets das forças de Segurança Pública traz também a possibilidade de obter seu boletim de ocorrência, de modo facilitado. Ainda segundo a administração municipal, por meio de um protocolo do serviço, o cidadão terá um link de seu atendimento em um arquivo digital com os dados colhidos.

Toda essa operação já está 100% implantada em Barueri, faltando apenas aguardar a entrega dos chips de dados, já comprados, para que a conexão seja realizada a contento, embora a cidade já conte com o wi-fi aberto “Cidade Inteligente”.

“Estamos terminando os processos necessários para que a operação comece efetivamente, no máximo até o mês de abril deste ano”, revela Cangerana.

Leia Mais: Barueri conquista o 4º lugar no ranking Top Open Cities

A funcionalidade se une com as 608 câmeras de monitoramento espalhadas por diferentes pontos de Barueri, que aumentam sobremaneira a visão da equipe de segurança da cidade.

Sistemas utilizados pela Segurança de Barueri

Barueri adota uso de tablets nas ocorrências GCM e Defesa Civil
SUDS de Barueri trabalha em cooperação com as Polícias Civil e Militar (Fernando Foca/Secom Barueri)

A SSUDS de Barueri trabalha em cooperação com as Polícias Civil e Militar, realizando trabalhos de proteção preventiva e também ostensiva, de dia e à noite nas ruas. Para combater melhor o crime e zelar pela segurança, a cidade firmou convênio com o Estado de São Paulo e com o Governo Federal para a utilização de três sistemas diferentes, que visam compartilhar informações pertinentes à segurança pública quando logados. São eles:

Cortex – convênio firmado entre a Prefeitura e o Ministério da Justiça do Governo Federal que informa, entre outros fatos, quando algum carro roubado em outro Estado adentra o município. Importante ressaltar que Barueri foi pioneira na adoção desse sistema, antes mesmo do Governo Estadual. 

Detecta – promovido entre a Prefeitura e o Governo Estadual, como o próprio nome diz, detecta e compartilha informações de crimes cometidos em todo o Estado de São Paulo. Neste ano, ele será incrementado e mudará o nome para Muralha Paulista.

Central de Atendimento e Despacho – convênio entre Prefeitura e Governo Federal, cujo terminal final é a computação embarcada (tablet na viatura). É um software que engloba a telefonia, passa pelo despacho da viatura (via rádio) e termina com o agente de campo, com seu periférico (tablet) no registro da ocorrência. 


Jornalismo regional de qualidade

Há mais de 16 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail