Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

“Abri mão de muitas coisas, mas fui recompensado”, diz Ederson, goleiro nascido em Osasco

Logo Giro
O goleiro osasquense fez milagres na reta final da decisão e ajudou o Manchester City a ficar com o título (Divulgação / Reprodução Facebook Ederson Moraes)

Goleiro osasquense foi um dos herois do Manchester City na conquista do título da UEFA Champions League no último sábado (10). atleta fez grandes defesas e evitou o empate dos italianos

Nascido em Osasco, o goleiro Ederson foi um dos herois do Manchester City no último sábado (10), quando a sua equipe derrotou a Internazionale de Milão por 1 a 0 e ficou com a taça da edição 2022/2023 da UEFA Champions League. O atleta fez grandes defesas e evitou o empate dos italianos, garantindo a inédita conquista dos Citizens da principal competição de clubes do mundo.

Ederson fez milagre

Na reta final da partida, Ederson fez um milagre ao defender uma cabeçada do belga Lukaku na pequena área e à queima-roupa. Depois disso o brasileiro ainda fez outra ótima intervenção nos acréscimos. Ao todo foram cinco defesas em chutes da Inter dentro da grande área. O arqueiro brasileiro também saiu de campo com 100% das bolas que chegaram ao seu gol interceptadas.

“Foi um jogo muito difícil, contra uma equipe que marca muito bem, com vários bons jogadores. Tivemos algumas oportunidades principalmente no segundo tempo e soubemos aproveitar. Fico feliz por ter ajudado meu time. Sabemos que não foram só os 11 dentro de campo, mas também todo o staff, quem estava no banco”, disse o camisa 1 em entrevista à TNT Sports depois da partida.

LEIA TAMBÉM: ChristSummit marca o lançamento do Coliseu Alphaville, espaço que promete movimentar o bairro

O goleiro já havia disputado uma final de Liga dos Campeões com o Manchester City na temporada 2020/21, sendo derrotado pelo Chelsea no Stade de France, em Paris. Depois de tantos anos tentando, a conquista, enfim, chegou.

“A derrota nos ensina muito. Foram cinco anos caindo e nos despedaçaram, mas fomos pegando pedaço por pedaço e reconstruindo. Só tenho a agradecer a Deus e à minha família. Esse ano me dediquei muito, trabalhei muito, abri mão de muitas coisas e fui recompensado”, finalizou.

Ederson já se apresentou à seleção brasileira para dois amistosos. No sábado (17), o time interinamente dirigido pelo técnico Ramón Menezes enfrenta a seleção de Guiné no Estádio Cornellà-El Prat, em Barcelona, na Espanha. Já na terça-feira (20), pega o Senegal no Estádio José Alvalade, casa do Sporting Lisboa, em Portugal. Ele já vestiu a camisa do Brasil em 19 oportunidades e fez parte do grupo que disputou a última Copa do Mundo.

Receba nossas notícias em seu e-mail